Mictórios

Aparentemente, muita gente chega ao blog procurando por textos de stand-up. Por isso, segue mais um. Não custa lembrar, o texto foi originalmente escrito para ser falado, com citações de pausas incluídas. Retirei coloquialismos previstos, que seriam incluídos na fala, e palavrões que não fossem fundamentais. Optei, no entanto, por manter gestuais necessários entre parênteses, para facilitar a visualização e imaginar a piada. Este texto eu encaminhei recentemente para avaliação de alguns humoristas e comediantes, mas nunca tive resposta. Pena. Se algum humorista receber este via terceiros, não hesite em entrar em contato.

Não me entendam mal, é algo puramente teórico, sabe, campo das ideias, mas sexo é uma área em que eu tenho um pouco de inveja das mulheres. Não pela função exercida, não é isso. É que, pra mim, sexo para mulher é uma coisa fácil. Muito fácil. Porque homem não está preocupado com o desempenho da mulher. Se ela está ali, está valendo, é melhor do que sozinho. E sempre rola uma coisa meio egoísta do cara, né, de “Foi bom? Ótimo! Não foi? Foda-se!”. Que, aliás, acaba sendo uma continuação muito comum.

Mas outra coisa que eu tenho inveja de mulher é em relação ao banheiro. Porque mulher vai junto ao banheiro, aquela coisa bonita, de amiga, vai falar do que está rolando, e tal. Homem não. E vou te contar, banheiro masculino é um ambiente inóspito. Sério. É uma parada meio savana, onde os fracos não têm vez. Porque no banheiro feminino a mulherada conversa, troca maquiagem, tira dúvida, essas coisas. Quer dizer, presumo eu, não sei. Banheiro masculino, não! Tente puxar papo no banheiro masculino para você ver o que que acontece. Imagine. A mulher é mais solidária até nessas horas. Porque vai lá, passa mal, vai amiga junto, segura o cabelo para não sujar, dá apoio. Homem não. Foi sozinho pro banheiro passando mal, o que é o normal, problema seu. Vai precisar trocar o sapato. Mas com quem?

Agora, homem tem uma coisa, também tem a ver com banheiro, que é se gabar de mijar em pé. Eu nunca entendi o porquê desse orgulho. Não é nenhuma habilidade sobrenatural, sabe, todo homem nasce com essa mesma capacidade. Você não sabe falar holandês, campeão, você só segue um instinto! Não tá fazendo mais que a obrigação e quer medalha! E o pior é que tem gente que não consegue! O cara erra a mira. Quão difícil pode ser acertar o vaso? Me explica! Não é uma mangueira de bombeiro, pelo menos não se você for normal, para ser uma coisa assim… (mímica de mangueira de bombeiro descontrolada) incontrolável!

Mas o que mais me irrita nisso tudo é que por causa dessa “vantagem” surgiu o mictório. Mictório é uma das invenções mais imbecis da humanidade. Sério. Está ali disputando, com o perdão do trocadilho, pau a pau, com a camisinha musical que toca o hino do seu time. Ideia idiota… Mas homem sabe o que é essa situação que eu vou contar agora, mentalizem comigo. Homem sabe o que é entrar no banheiro… todas as cabines ocupadas… os mictórios quase todos ocupados… Tem UM livre. Eu normalmente preferiria esperar uma cabine. Preferiria. Porque quando você entra no banheiro… Lembra que eu disse que era um ambiente inóspito, né? Você tá sozinho ali, e todo mundo te julga. Ninguém fala nada, mas você sente que eles estão rindo por dentro do seu medo de usar o mictório. Aquela coisa meio Dunga, de olhar pra você e resmungar pra dentro: “Cagão, cagão!”.

Agora, mictório tem uma coisa… Mulher não sabe disso, ou pelo menos não deveria, mas homem sabe. E o pior, sabe por instinto, ninguém te contou, mas você sabe disso: existe uma ética de mictório. Que tem alguns princípios básicos. Por exemplo: você entrou no banheiro, tem três mictórios. Se você é o primeiro, você escolhe um do canto. Isso é regra! E por que? Porque se você for o segundo, e o cara estiver no do meio, você vai ter de ficar do lado dele. No canto não, vai cada um para um canto e a coisa só fica desagradável se vier o terceiro. Agora, se tem cinco mictórios, é nos extremos. Cada um no seu quadrado, o mais longe possível.

E eu acho que todo mundo entende o motivo, né? É um momento íntimo, ali, você não quer alguém olhando. A menos que você seja do tipo que curte um certo voyeurismo, e tal, ter alguém te olhando. Aliás, tem alguém assim aí? Ninguém? Nunca tem ninguém, vou mudar minha estratégia de abordagem.

Mas tem mais do que isso. Porque essa hora, que você precisa do mictório, é pra ser uma hora de relaxar. De tranquilidade. (mais agressivo) Só que se o cara chegar do seu lado, você vai ter que vigiar. Lobinho, sempre alerta. E esse processo de vigilância é complicado! Visualiza comigo. Tô aqui, tranquilão, olho na parede, mão no… microfone. Estacionou um indivíduo do meu lado. Reação natural, tô num momento íntimo, fico um pouco envergonhado, abaixo a cabeça. (abaixa a cabeça, olha para o chão). Aí você pensa: ele vai achar que eu abaixei a cabeça para olhar o dele sem ele ver. E aí ou você pode ganhar um inimigo ou correr o risco de ele achar que você está dando mole, né? Aí você levanta a cabeça (levanta a cabeça). Às vezes até força um sorrisinho constrangido. E você começa a tentar ver se ele está te olhando aqui, (dedo próximo ao olho, do lado da cabeça), na periférica. Aí você pensa: ele vai achar que eu levantei a cabeça porque gostei do que vi! O que você faz? Desvia o olhar (olha para o lado oposto ao sujeito imaginário, e para cima). Só que agora bagunçou de vez, porque você não sabe o que ele está fazendo! A periférica foi pro espaço! E é justamente quando ele resolve fazer amizade e te cumprimenta (assume o papel do imaginário e faz gestual de pegar na genitália da pessoa ao lado) “Oi, tudo bem?”.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Idéias para Stand Up

2 Respostas para “Mictórios

  1. Júlia

    Haha

    Vc acha que banheiro de mulher é amigável, pq vc nunca precisou fazer xixi “sentado” em um vaso todo mijado pra fora… Afinal, se mulher mija sentada, porque tem urina até no teto?!

  2. Glauber Castro

    Cara seu texto é muito bom, a ideia é sensacional, vc só está pecando em uma coisa, se o texto é pra ser “falado” então tem que tirar algumas palavras difíceis como inóspito, por exemplo e aquele primeiro parágrafo sobre sexo é desnecessário… entre direto no assunto. Parabéns!!! Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s