Bad, bad server

Fiquei muito tempo sem pensar na comédia stand-up. Tenho consciência de que não tenho a desenvoltura natural necessária para esse tipo de coisa, não tenho vocação para palco, mas ainda assim gosto de pensar em textos que pudessem ser utilizados. Por isso, coloco abaixo uma idéia, devidamente adaptada de um texto escrito para ser falado para algo para ser lido. Critiquem à vontade!

“O Obama fez um mal ao mundo: mostrou aos políticos a internet. Pelas notícias que recebi, virou mania, só que nem todo mundo se deu bem nessa. O Berlusconi, por exemplo, descobriu o maravilhoso mundo dos sites de acompanhantes. O Fidel resolveu sair do pijama Adidas e entrar no mundo online, mas não está conseguindo se adequar aos 140 caracteres do Twitter. E o Orkut apagou o perfil do Ahmadinejad depois do tópico sobre o holocausto na comunidade “Teorias da Conspiração”.

Aqui no Brasil, nossos políticos resolveram seguir o Obama e arrecadar para a campanha pela Internet. Não é à toa que eu vi uma pesquisa recente falando que aumentou o roubo de senhas bancárias pela web. Mas tem mais: o Serra chegou aos 100 mil seguidores no Twitter. E é isso, a piada é essa. Brincadeira, eu também sigo o Serra. Mesmo porque acho melhor seguí-lo do que ser seguido por ele. Imagine que você chega em casa à noite, olha para trás e vê o Serra te vigiando, com aquelas olheiras…

O Lula é que não se deu muito bem. Me falaram que o pessoal que escrevia no tal Blog do Planalto se demitiu. Ninguém aguentava mais ele revisando os textos e salpicando efes. “Não fse escreve Marisa, companheiro, é Marifsa!”. Parece que até o corretor ortográfico do Word se demitiu, mas foi por excesso de trabalho.

Agora, a internet também tem seus problemas. Resolveram, por exemplo, elogiar a masculinidade do José Mayer. Como se ele estar pegando a Taís Araújo depois de ter mandado ver com a Deborah Secco e a Vera Fischer (na época boa) não fosse elogio suficiente.

E o engraçado é que nessa novela que ele está atuando voltaram com a história dos depoimentos no final. Da primeira vez que colocaram isso, escandalizaram o país com aquela senhora masoquista, que só começou a sentir prazer ouvindo Roberto Carlos. Agora estão com histórias de superação. Eu fico até imaginando alguns depoimentos.

– Eu era soberano. Mandei em muita gente, decidi o futuro do país. Aí tive todo tipo de problema familiar, financeiro. Quase caí mas, graças aos meus bons amigos, me segurei e continuo firme na presidência do Senado!

Ou então:

– Eu sempre fui o segundo. O vice. O que estava atrás. Mas aí… BAM! Uma mola na cara do Massa e eu voltei à briga!

Ou ainda:

– Eu era desacreditado. Sempre fui. Falavam que eu tinha um futebolzinho anão. Mas demos a volta por cima e, apesar da minha insistência no Robinho e no Elano, estamos na Copa. Na Copa, estão me ouvindo? NA COPA! AAAAAAAAAAAAAHHHH!

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Idéias para Stand Up

Uma resposta para “Bad, bad server

  1. As novelas do cara que ta fazendo a novela nova são todas iguais. A anterior que teve o lance do Roberto Carlos foi O Clone.

    E o Zé Meyer deu um depoimento da Veja essa semana falando que “Exala masculinidade”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s