O cleptomaníaco sorridente

Roubaram meu celular. Pode parecer algo banal para a maioria das pessoas, mas certamente não para mim. Principalmente se considerar que a última vez que passei pela desagradável sensação de ser assaltado foi por volta dos meus dez anos, quando um garoto aparentemente armado levou meu relógio do Mickey, comprado com muito custo por oito reais em um camelô.

Assim como daquela vez, o problema não é o prejuízo financeiro. Esse aparelho, especificamente, estava comigo há três anos,  todo arranhado e com um microfone vergonhosamente estragado, me obrigando a gritar para que do outro lado minha voz seja ouvida baixinho. Se posso me reclamar de algo, é de perder uma agenda de telefones valiosa, pessoal e profissionalmente falando. Mas a questão chata, na verdade, é a situação. Porque nunca esperamos que isso vá acontecer conosco, apesar de dizer enfaticamente “só podia acontecer comigo mesmo!”.

Nesse caso, em específico, eu efetivamente não esperava. Desde a perda do meu Mickey de pulso me tornei um tanto paranóico no que tange a minha segurança. Estou sempre vigilante em relação a gente esquisita na rua, ligações encerradas repentinamente, portas destrancadas. Mas nem todo o meu medo me preparou para a possibilidade de perder o celular em uma festa que teoricamente só teria gente conhecida e “de bem”, como ocorreu.

A bem da verdade e da clareza técnica, não roubaram meu celular. Furtaram meu celular. Não é como se tivessem me agredido ou ameaçado para levá-lo. Simplesmenterem pegaram sobre uma mesa rodeada de amigos meus enquanto me divertia. Alguém frio o suficiente para olhar, planejar, calcular e puxá-lo para o bolso. Como se fosse dele, como se fosse algo natural. Chego a projetar a imagem em minha mente, mas por algum motivo a pessoa tem um sobretudo e um chapéu que me impedem de ver seu rosto. E, se eu visse seu rosto, certamente identificaria um sorriso psicótico com tons de cleptomania.

O mais estranho é a sensação posterior. Porque você não sabe se aquilo está realmente acontecendo. Sempre queremos acreditar ser uma brincadeira, extremamente imprópria, mas comum. Como se o amigo engraçadinho a qualquer momento fosse devolver o item, rir um pouco com cúmplices e ficar por isso mesmo. Mas é difícil acreditar nisso quando você normalmente é o amigo engraçadinho. E ainda fica mais difícil quando aos poucos as pessoas vão embora e ninguém confessa a ação, até você desistir de procurar sozinho.

Roubaram meu celular, mas não vou culpar ninguém. Não vou bancar o Luciano Huck, protestando contra a ineficiência do governo em garantir minha segurança. Ou dizer que é a prova de que o brasileiro tem uma vocação para a malandragem, e eventualmente o crime. Foi um caso isolado, estranho mesmo, mas é passado. Eu não esperava, mas, pensando bem, só podia acontecer comigo mesmo.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Desabafo

Uma resposta para “O cleptomaníaco sorridente

  1. Haha

    Bem, pelo menos agora você tem motivos consistentes para vencer sua preguiça, esperar chegar a sua senha número 88 e comprar um celular novo, com um microfone que funcione. Evitando desgastes quando pedimos para você ligar para alguém… XD

    Ou podemos pensar o seguinte, ainda bem que você ficou com preguiça de esperar a senha 88 e não trocou de celular. Assim o cara não ganhou um aparelho novinho em folha e mais caro….

    Realmente o maior problema é a agenda. Mas acabeid e ser informada por Jezuis (no Natal acontece cada milagre, até Jezuis fala com a gente), que tem como você ligar na operadora e transferir os dados do seu chip antigo para o novo chip, podendo, até, reaproveitar o número. Comprando um chip virgem… Mas (sempre tem um mas, que provavelmente vai te impedir de fazer a primeira opção) você não pode ter comprado e inserido novos dados no chip novo…. Apesar de que isso vale para TIM pré-pago….

    O seu caso é diferente… Portanto as opções são um mistério… Te aconselho a ligar na operadora e falar com eles! hahaha

    XD

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s