Marcelinho, o Opinioso, comenta: Quis custodiet ipsos custodes?

Peço perdão por mais um período tão longo sem atualizações. Se eu fosse um político, essa seria minha primeira promessa descumprida. E dessa vez não há nenhuma explicação plausível que eu possa usar. Nenhuma verdadeira, é claro. Mas voltando ao importante: a parte em latim aí em cima significa, em tradução livre, “quem vigia os vigilantes?”. Como ela indica, esse texto será mais uma pensata, uma contemplação de uma situação atual e muito preocupante, pelo menos para mim.

Continuo encrencado com o desenrolar da operação Satiagraha, da Polícia Federal. A novidade agora é a divulgação, estranhamente oportuna, da gravação da reunião do delegado Protógenes com outros membros da PF. Segundo os jornais, pelo menos dois pontos são importantes: a confirmação de que a PF monitorava o gabinete do ministro Gilmar Mendes (afinal, ele afirma saber que um habeas corpus estava sendo preparado lá dentro) e a afirmação de Protógenes a seus superiores de que a Abin não teria participado mais ativamente da operação (fato reforçado por ele, o ministro Jorge Félix e Paulo Lacerda em depoimentos à CPI dos Grampos e desmentidos por membros da Abin).

No primeiro ponto, prefiro acreditar que a preocupação seja apenas falta de pensar fora da caixa (ou talvez excesso disso) na hora de interpretar o que é dito. Em momento algum da fala de Protógenes ele diz que obteve a informação sobre o habeas corpus através de escuta ou algo do gênero, e sim por “trabalho de inteligência”. É o mínimo que se poderia esperar. Só me espanta todo mundo ignorar um detalhe: peraí, um HC estava sendo preparado para um acusado DENTRO do gabinete do presidente do Supremo Tribunal Federal? O mesmo que julgou o pedido e libertou Dantas? E isso, que saltaria aos olhos de um leigo, ninguém se preocupa em apurar? A idéia é confirmar a teoria de que Mendes estava sendo grampeado?

A segunda questão também me espanta. Já se sabia há pelo menos alguns meses que agentes da Abn haviam participado da operação. Isso foi dito por integrantes da agência em depoimentos após as audiências com Lacerda, Protógenes e o general Félix. Por que então só agora a cara de surpresa e a resolução de se querer o indiciamento dos três na CPI? Não teve nenhuma novidade sobre isso! Não se deveria ter iniciado o processo logo após os depoimentos que desmentiram?

Concordo plenamente que quem mentiu na CPI deve ser punido, de modo que presumo estar incluído aí no rol o nome do ministro da Defesa Nelson Jobim. Afinal, sua excelência se enfiou nas discussões pós-denúncias de grampo da Veja e adiantou que a Abin teria equipamentos capazes de fazer escuta sim, comprados pelo exército inclusive. Confirmou isso na CPI. Foi o fato determinante para a derrubada do diretor da Abin Paulo Lacerda, que insistiu o tempo inteiro não ter os tais equipamentos. E o que disse o Exército, subordinado a Jobim? Que ele estava errado. O ministro foi à CPI e mentiu vementemente. Ou se enganou, como preferirem. O resultado é o mesmo.

Minha preocupação advém exatamaente de não ter visto ainda na imprensa nenhum questionamento desses fatos. A preocupação geral é em comprovar que o malvado Protógenes grampeou sim o STF e outras autoridades, sem se preocupar com os resultados. Um argumento contrário possível seria o de que se tratam de provas obtidas ilegalmente, mas seria hipocrisia um reclamação dessas. A impresa nunca deixa de usar o que obtém de forma ilegal se for “de interesse público”.

A impressão que tenho na verdade, e isso obtive observando e ouvindo coleguinhas no exercício da profissão, é de que Protógenes e companhia já foram julgados. E considerados culpados, seja de que crime for. Não por uma corte comum, mas por nós, da imprensa, que deixamos o nosso papel primordial de representar a sociedade. Era nossa função vigiar os vigilantes, garantir que seu trabalho fosse feito, mas viramos nós também vigilantes. Quem irá nos vigiar?

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Desabafo, O Opinioso comenta

3 Respostas para “Marcelinho, o Opinioso, comenta: Quis custodiet ipsos custodes?

  1. Tempo de mudança?
    C-C-C-C-C-C-C-COMBO BREAKER

  2. Tudo isso só significa que o Apocalipse está próximo!

    ARREPENDA-SE!

    XD

    Já reparou que quando o assunto é política e suas vertentes eu nunca ocmento nada produtivo!?

  3. Mas isso eu volto a frisar a questão do 4o. Poder. A imprensa só mostra o que convém, e como formadora de opinião, ela faz com que o povão que não tem capacidade critica apenas reaja àquilo que ela mostrou da maneira que ela quer.

    A maioria dos movimentos públicos são manipulados pela imprensa. Se alguém vai manifestar contra alguma coisa, se não tiver imprensa por perto, não tem interesse.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s